25 de setembro de 2007

25 of September - 4° day


(Para Andrew em sua ausência)


Nem todas as coisas
Precisam verdadeiramente de explicações
Como esses momentos que partilhamos
As ternuras que trocamos
Esses sonhos em que mergulhamos
E que fazem do mundo
Algo tão pequeno
Que eu posso estar
Ao seu lado
Quase todas as horas do dia
(Você me leva para o seu mundo)

Sim, meu querido,
Posso sentir suas mãos
Firmes em minha face
Seu olhar fixo
Em meus negros olhos
Onde você acredita
Que sou parte da eternidade
(E onde eu também acredito
Que você é parte do paraíso)
E por um instante
Podemos sentir
Que estamos próximos do céu

Eu sou teu suave lírio
Meu perfume estará
Sempre preso sobre tua pele
Invadindo o mais profundo de tua mente
Querido oceano,
Será que estamos sendo salvos?
Você voa, meu livre pássaro,
Em meus pensamentos
E nas minhas mínimas manias diárias.
(Você pode estar em tudo que é meu?)
Você também é um segredo
Mais necessário que o ar...


Você senta em um pequeno bar, poucas luzes, bebe um vinho e eu estou em sua mente. Sou o sabor aguçado, estou em cada gole, e na face de todos que você olha. Você dirige atravessando pequenas e grandes ruas, e não me esquece porque meu cheiro está dentro do seu carro, e uma música toca meu nome e minhas palavras. Você se sente bem... eu sei que você me quer em todas as coisas que pode ver, que pode ser, na tua mente, no teu paladar, na tua pele, em tua casa, em teu trabalho, em tua cama, em teu retrato...Não tenha medo, tudo o que eu quero é poder estar ao alcançe de tuas mãos e de teus pensamentos.

- Cáh Morandi -

Um comentário:

Dilean de Bragança disse...

Minhamaninha Cáh...
Que profundo, que lindooooooo!

"O mais lindo de amar, é mesmo o fato do vivenciar os momento sentidos." QUE DELÍCIAAAAA!

Vim deixar um cadim do meu carinho por ti.

Bjus na alma.

Curta