27 de agosto de 2007

Asas não minhas




Estou em cima das nuvens
Que longo vôo a nenhum lugar
Não vejo o sol no horizonte
Só as turbinas a me falar
Nos meus olhos, azul do céu,
Esse pedaço de papel
É tudo que tenho para carregar
Este avião, tão alto,
Tão próximo do paraíso
E o que quero são meus pés no chão
Me incomoda perder tanto tempo meu
E desembarcar em terras estranhas
Nunca tive vontade tamanha
De não sentir meu coração.

- Cáh Morandi –
25.08.07 (Em algum lugar do céu)

Nenhum comentário:

Curta