24 de julho de 2007

A[dorme]cida

Eu buscava o sono
Na noite em que
Só havia estrelas acordadas.
Depois não sei
Se dormi e sonhei
Ou se foi de verdade,
Mas senti
Que teus dedos
Percorriam minhas costas
E que brincavas
De criar borboletas sobre a pele.
Depois pousavas as mãos
Na minha cintura e
Dizias que eu era tua,
Dizias: “Descansa, coração...”
Me esquentou na sutileza
De abraçar meu corpo adormecido,
Eu pedi, sussurrando baixinho:
“Se perca hoje comigo...
E me leva contigo para
Debaixo do cobertor.”

(Cáh Morandi)
Curitiba – 20.07.07.

Nenhum comentário:

Curta