25 de junho de 2007

Um pedido para ficar

Desfez meu corpo seguro
Com o vento da sua boca
Soprado em minha nuca.
Mais do que ninguém na vida
Conheces todo o meu contorno
Parecem sido feitos por tuas mãos.
Fizeste dos dias que passei
Caminho repleto de diamantes
És amado, meu amante, de meus versos.
Agora sei que há dias largos
Em que sol não se põe no tão longe
Mas descansa dentro de nós.
Sabes aquele fio aquarela no horizonte?
Quando não estás por perto é lá que moro
Porque foi onde me puseste certa manhã.
Guardes bem a chave que sela teu coração
Eu já pulei a janela que atravessa tua alma
Se pedes e posso: agora quero ficar aqui.

( Cáh Morandi )

Nenhum comentário:

Curta