3 de junho de 2007

Tentativa



Eu que me perdi tantas vezes na curvas de seus braços,
Mergulhei tantas vezes nas águas de seus olhos rasos,
Eu, que de mim nada sei,
Logo eu que nada mais sinto,
Me deram esse destino pra que siga.
( Esse desejo pulsante de relembrar meu passado. )
Pudera eu ficar quieta, quisera que me deixasse em paz.
E quando quase chego, quase alcanço novo caminho,
Tu me estendes de novo tua mão amante e indecisa
Eu não penso, eu me lanço de volta ao inicio.
Me amas, depois me jogas
E eu tento de novo, inútil!
Mais cedo,
Mais tarde,
Assim que me tocares,
Eu perco de volta os sentidos
Te amo, e volto a ser sozinha.

( Cáh Morandi)

2 comentários:

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

shengda xu disse...

air max 90
kate spade outlet online
timberland boots outle
hermes bag
coach factory outlet
adidas outlet online
red sox jerseys
michael kors outlet clearance
michael kors outlet online
christian louboutin outlet
xushengda0510

Curta