28 de junho de 2007

Nosso tempo




Antes de pensar
Veja meu rosto.
Antes de partir
Sente meu gosto.
Antes de trabalhar
Ame meu corpo.
Antes de acordar
Se despeça no sonho.

Se um dia eu me perder
Deixe que eu me encontre no mapa
Que desenhei em tuas costas
Quase no fim da madrugada.
Se um dia eu me perder
Não deixe de lembrar das coisas nossas,
Nos livros de Bach, nas tardes de bossa,
Dos dias de silêncio, do nosso amor em prosa.

Depois do cansaço
Descanse do meu lado.
Depois do medo
Lembre que sou teu porto.
Depois do desejo
Sele o amor em teu peito.
Depois do tempo
Vem comigo para onde eu for...


( Cáh Morandi )

Um comentário:

marcelo disse...

ESTA POESIA ATÉ ME FEZ CHORAR , IMAGINANDO QUE CADA DIA PASSAMOS POR COISAS DIFERENTES , SAUDADES RELUZENTES QUE TRANSFORMA NOSSO DESEJO DE SEMPRE REVIVER OS MESMOS MOMENTOS A MESMA HORA E MESMO DIA...

Curta