4 de junho de 2007

Despertar em meu coração teima desesperado - Cris e Cáh




Meus olhos confessam o que meu coração teima em aceitar
De tudo que eu sinto e que é tanto eu me nego admitir
Por uma fresta de descuido entrastes em mim, embaçando minha razão
Despertando algo que há tempos dormia e que acordou com tua doce voz.

Entrastes tão de mansinho e agigantastes em fração de segundos no meu mundo
E eu peço a minha alma pra que ela se acalme, mas ela foge de mim
Arrebatou-me com força tamanha, que ao lembrar tua tez suor me percorre
Te vejo e desejo modelar teu corpo calmamente em minhas mãos macias.

Deslizar por tua pele com movimentos leves e dentro de ti permanecer
Penetrar em tua carne, em teus pensamentos e ser teu sonho mais desejado
Nos enlaçarmos entre sorrisos que ecoam em sensações intensas
Me invade esse delírio tão carnal e ao mesmo tempo divino que sinto e confesso.

Arranca-me suspiros de forma oceânica, em mim flutuas arrebatadoramente
Eu em ti mergulharia de forma profunda e habitaria em teu intimo como tesouro guardado.

( Cris Poesia & Cáh Morandi )

Nenhum comentário:

Curta