8 de maio de 2007

Tarde Fria


Que tarde fria e chuva fina que agora cai
Me deu vontade de pedir para que venhas
Para deitar onde escuta tua alma em meu peito
Ouvindo a canção que ele canta quando estás por perto.
Estou tão fria quanto esse tempo, mas no demais
Tão esperançosa como a terra que recebe essa chuva.
Estou vendo a semente brotando em meu coração
Porque também recebo o alimento que me doas.
Que tarde fria, que chuva gelada que insiste!
Mas se estivesses aqui agora
Não hesitaria em te levar lá fora e nos molhar.
Não negaria uma dança nessa tarde de outono.
Não pensaria se eu pudesse na grama te amar.
E nem precisas pensar em como é gelado esse dia
Em mim há uma chama que arde
E que partilharia pra poder te aquecer.

( Cáh Morandi )

Nenhum comentário:

Curta