24 de maio de 2007

Quando dormimos abraçados


Estávamos deitados
Nossos corpos entrelaçados
Para que pudéssemos nos aquecer.
Brincavas com teus pés gelados
Nos meus tão cansados do dia que terminou.
Teu peito em minhas costas grudado
E o silêncio no quarto era tanto
Que tua respiração eu poderia ter escutado.
Rompemos a noite sonhando cada momento passado.
Que maravilha é em teus braços ter descansado
E acordar com teu beijo todas as manhãs.

( Cáh Morandi )

Curta