27 de maio de 2007

Faria


Eu caberia
Na casa vazia
De uma borboleta.
Eu nasceria
Na noite vazia
Sem estrelas.
Eu te daria
Amor todo dia
Sem cessar.
Eu te faria
Uma nova poesia
Pra declamar.
Eu comeria
A comida fria
Pra esperar.
E desconfias
Será que ela suportaria
Só por me amar ?
A poetisa diria
Que não há alegria
Até você chegar.

( Cáh Morandi )

.
.

Nenhum comentário:

Curta