16 de maio de 2007

Dormindo em mim



Compreendo enfim o que se passou,
Não era meu peito já frio,
Nem meu coração congelado que morriam,
Eras tu, amor da minha vida
Que ali sumias pouco a pouco!
Te sinto agora aqui desfalecer.
Perdendo a força, se apagando
Dormindo pra sempre dentro de mim.

( Cáh Morandi )


Nenhum comentário:

Curta