11 de abril de 2007

Um altar


Eu tenho um amor em mim que nunca irá morrer
Dentro do meu coração eu fiz um altar pra ele habite
E se passarão anos, e nascerão novos sonhos
E ali permanece meu amor.
E ainda que partas e nunca mais cante nossa música
Ainda que não pesarás mais teu corpo sobre o meu
E que não me amarás mais a carne olhando em meus olhos.
Ali permanece meu amor.
Vai que esqueças que um dia fui tua Natureza
Ainda que penses que o melhor seria ir embora
Como não lembrarás de me ver sorrir ?
Não vai te fazer falta não me ter para abraçar ao dormir ?
Ali permanece meu amor.
Na minha poesia, na tristeza e em minha alegria,
Nos olhos teus, quando disses adeus, quando ousares partir,
Quando ver tua imagem refletida no espelho,
Quando dormires e me encontrares nos sonhos,
Na caneta que eu te dei jogada sobre a mesa.
Ali permanece meu amor.
No teu íntimo mais guardado, em cada segundo passado,
No noite calada, na cadeira vaga da sala de jantar,
Triste, sozinho, sei que te falta meu carinho
Toma-me em tua vida, e deixe que passem os pensamentos
Serei pra ti o que desejares, sonhares e quiseres!

Eu fiz em meu coração um altar,
Ali onde permanece meu amor
Até quando o vieres buscar.


( Cáh Morandi )

Nenhum comentário:

Curta