17 de abril de 2007

Profissão



Perguntaram-me:
- Que fazes da vida ?
Absurdo!
Achei melhor não responder.
Dessa vez eu não tinha palavras.
Depois pensei na resposta,
Mas nem eu mesma sei.
Tem dias que faço muita coisa,
Coisa lá, coisa cá.
Tem dias que faço nada....
Nada pra poetisar.
Eu tenho uma vontade,
Algo que gostaria de fazer:
Dar ao homem que amo
Toda a vida contida em uma poesia
E recitar-lhe a cada novo dia
A eternidade de meu carinho.
No mais,
Quando não estiver a ele amando
Estarei então pensando em como fazer.
E só.

Eu faço versos pro meu amado.
Sou poetisa de meu amor.

Nenhum comentário:

Curta