20 de abril de 2007

Esqueceu de mim



Ele riu,
Ficou a me observar.
Estranho eu ali estar.
Meus cabelos molhados
Do banho recém tomado
Depois de nos amar.


Era hora de ele ir embora,
Procurou não esquecer nada no quarto,
Me abraçou contra seu peito,
Eu abri a porta,
Ele me beijou
E botou a mão em meu peito.
Foi embora.
Mas ainda sinto sua mão,
Firmes e calmas
A tocarem meu coração.

Ele levou tudo,
nada esqueceu além de mim.

Nenhum comentário:

Curta