5 de abril de 2007

Breve


O tempo invade minha alma.
Injusto é com a vida de quem ama.
Separa por anos os amores.
Com um olhar, apaixona-se num segundo.
Tão louca nessa espera da eternidade.
Escapa-me nas mãos as vagas horas
Minutos que conto pra ver quem me alegra.
O tempo não nos perdoou.
Eu cá, você lá.
Opostos de uma linha.
TEMPO.
Castigo para meu coração.
TEMPO.
Que sejas breve
...como meu amor.

( Cáh Morandi )

Nenhum comentário:

Curta