23 de fevereiro de 2007

Um Corte


Pensei que amar era a coisa mais importante.
Mas se não se tem a quem amar ,
Do que vale um sentimento tão cortante ?
Porque corta, sim,
Corta a alma e os dias,
De vez em quando até a alegria
Que se sente em amar.
E se eu pudesse escolher,
Um amor pra quem viver,
Não queria me cortar.
Se eu pudesse ter uma boca pra beijar
Queria entre muitas,
O meu lábio num príncipe encostar.
Mas amor, nessa vida, não tem rima
E um amor que meu peito não comprima
Eu sei que não vou achar.

Nenhum comentário:

Curta