28 de setembro de 2006

Quem melhor pra definir, se não quem me conhece? Segue :

→ “Bom, conheço a Cá há uns bons 10 anos, e com certeza ela marcou muito a minha vida por ser esta pessoa tão magnífica. Se a pudesse resumir em uma frase, a resumiria como "Pode contar comigo", e se a tivesse que resumir em uma palavra, esta seria "intensidade", pois é assim que ela marca a vida de quem a conhece, com intensidade.”[●Derrie●]

→"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Cáh ! Ninguem mandou, né??!!...”[●Mário Motta●]

→ “Sua presença é um presente para o mundo. Ela ocupa mais espaço do que somente o lado esquerdo do peito..."[●Fran●]

→“ Vou te contar, ela é uma dessas pessoas raras, que eu tive a sorte de encontrar” [●Varlei●]

→ “ Se falar tudo que acho a respeito da Cáh, a mulher lá em casa me bota pra correr!"[●Roberto●]

→ “Amiga? Acho que não seria a palavra adequada para referir a ela...Muito mais que isso. É a eterna deusa da juventude e da alegria.”[●Fernando Benassi●]

→ "amo a vaca preferida (L)que agora foi pra minha sala;é surfista, psy e minha vizinha.!"[● Suh Emo●]

→ “Simpática, extrovertida, inteligente ,simples,sedutora, fotografa, são muitas qualidades em uma só mulher... eu não digo que a Cáh é Incomum!?”[●Sheik Rafa●]

→“Uma pessoa única... da qual se pode até estar distante mas mesmo assim nunca se esquecer, um sorriso que todo dia vejo e me anima, uma pessoa que não precisa de grandes motivos pra te agradar...”[●Seimir●]

→ “A Cáh é uma coisinha.Talvez, só eu a chame assim. Mas não importa. Inteligência, criatividade, beleza, inovação. A Cáh é um poço de coisinhas boas que nos deixam sempre surpresos."[●Vanessa●]

→ “ Amiga mais lindinha do mundo, sabe cáh, com você eu aprendi que não é preciso conhecer pessoalmente as pessoas pra ver o que há de melhor nelas.”[●Léla●]

→ "Mulher com jeitinho de menina. Inteligente e sexy, provoca um misto de sensações em qualquer um. Sabe ser doce e ao mesmo tempo fatal. Se torna inesquecível em pouco tempo. Minha Indecente pra sempre (LLLLLL)"[●Aline-Anja●]

→“Ela foi nosso anjo por uma noite!”[●Nanda●]

→ “Tem um charme diferente de todas.”[●Rômulo●]


Comentários de amigos do orkut :)

26 de setembro de 2006




[... sei que a tua vida não pode esperar por mim para envelheçer... mas, dar-te-ei o meu pouco tempo que, por ser para ti sobra sempre... ]

24 de setembro de 2006




As vezes a gente desconfia da vida, às vezes ela dói na gente, mas de forma linda....Dia 11 de junho desse ano, Deus deu para meus pais e para minha vida o presente mais lindo que havia no céu e ele se chamava por Gabryell, com 40 dias descobrimos que ele tinha Sindrome de Down, foi um susto no inicio, mas depois vimos o quanto ele dependeria de nós e o amor por aquela pequena vida se tornou infinito, com 2 meses ele estava com anemia e pneumonia, e no hospital teve parada cardiaca e respiratória, ficou respirando somente com os aparelhos internado na UTI, e dependeria dele ( daquele menininho com dois meses de vida), poder reagir para viver, e num ultimo instante ele deu sinais, lutou dia após dia pela sua vida, fez 4 transfusões de sangue, usou sonda, teve o bracinho cheio de marcas rochas de agulhas, mas ele viveu. Essa semana foi para o quarto e creio que estrá em casa logo... pessoas com sindrome de down são especiais e fortes. Hoje quando olhei para ele, percebi que ele tinha vencido a morte, ele quer viver, os olhos dele parecem dizer: não vou desistir... Dói, só Deus sabe o quanto dói ver ele tão pequeninho e magrinho numa cama. Não quero que o Gabryell tenha lutado em vão, não quero que ele seja excluido, enquanto eu puder farei o possivel pra que ele cresca num mundo menos absurdo, menos ignorante... Ele me deu a lição de vida que nenhum humano até hoje me ensinou!
Tenho medo do tempo. Ele passa por mim sem que eu tenha controle...
Havia tantos planos, havia tantos sonhos, em uma época em que eu vivia na mais doce inocencia : escola, amigos, acampamentos no jardim de casa, dormir na casa de coleguinhas, medo do fantasma que entrava pela janela, das noites em que jamais conseguiria dormir se a luz não estivesse acesa, dos dias em que chorei por duas perdas, em que ia a pé pra escola, e das manhãs em que iamos andar a cavalo por entre os pastos que haviam próximos, das brincadeiras entre os pés de eucaliptos, das horas que deitavamos na terra e brincavamos por tempos com os cachorros, da euforia de sair de carro para comprar roupa, do sorriso que se estendia por meses por conta da nova bicileta que ganhavamos no Natal ou da Coleção da Barbie nos dias das crianças, da seleção de roupas para a viagem, do medo do avião, da conta na cantina que enchiamos com besteiras, da fila por tamanho no pátio escolar, dos torneios e brincadeiras, das surras que tomava quando sumia brincando de esconde-esconde.
Desconfio que minha boa época terminou quando meus pais me transferiram para uma escola em outro estado... me lembra tristeza que não me convém agora!
Tive momentos que guardarei para sempre, de uma infancia doce e tão cheia de alegria...


[ O tempo é o que mais me dói. Ele não volta. Ele não se manobra. Tão dono de si. ]

22 de setembro de 2006




Não gosto das palavras. Elas nunca vão ser como o teu sorriso, ou como o teu toque. Elas vão querer sempre um antes e um depois, para transcenderem o aqui e o agora. Vão querer arrastar-nos para a previsibilidade pegajosa. E nós não temos memória. Temos sorrisos e beijos. Temos quedas no tempo. Temos abraços.

mas fecho os olhos e ainda te vejo.


ॐ Lakshmi

21 de setembro de 2006








lancei meu destino em outro mar, não recuei nunca pra ancorar, nunca pra duvidar.

Mais


Se você é mais do que minhas mãos podem sentir;
Se você é mais do que eu ousei ter só pra mim;

Curta