16 de outubro de 2006




É só um cara. E não a minha vida. E não todos os dias da minha história. E não todas as minhas lágrimas juntas em um único sábado solitário. Ele não é o destino. É um cara. Existem muitos destinos. Ele é só um cara perdido em muitos outros caras que eu encontrei. E perdi. Ele é só um cara. E eu já esqueci outros caras antes.

Nenhum comentário:

Curta