26 de setembro de 2006




[... sei que a tua vida não pode esperar por mim para envelheçer... mas, dar-te-ei o meu pouco tempo que, por ser para ti sobra sempre... ]

Nenhum comentário:

Curta