24 de setembro de 2006




As vezes a gente desconfia da vida, às vezes ela dói na gente, mas de forma linda....Dia 11 de junho desse ano, Deus deu para meus pais e para minha vida o presente mais lindo que havia no céu e ele se chamava por Gabryell, com 40 dias descobrimos que ele tinha Sindrome de Down, foi um susto no inicio, mas depois vimos o quanto ele dependeria de nós e o amor por aquela pequena vida se tornou infinito, com 2 meses ele estava com anemia e pneumonia, e no hospital teve parada cardiaca e respiratória, ficou respirando somente com os aparelhos internado na UTI, e dependeria dele ( daquele menininho com dois meses de vida), poder reagir para viver, e num ultimo instante ele deu sinais, lutou dia após dia pela sua vida, fez 4 transfusões de sangue, usou sonda, teve o bracinho cheio de marcas rochas de agulhas, mas ele viveu. Essa semana foi para o quarto e creio que estrá em casa logo... pessoas com sindrome de down são especiais e fortes. Hoje quando olhei para ele, percebi que ele tinha vencido a morte, ele quer viver, os olhos dele parecem dizer: não vou desistir... Dói, só Deus sabe o quanto dói ver ele tão pequeninho e magrinho numa cama. Não quero que o Gabryell tenha lutado em vão, não quero que ele seja excluido, enquanto eu puder farei o possivel pra que ele cresca num mundo menos absurdo, menos ignorante... Ele me deu a lição de vida que nenhum humano até hoje me ensinou!

Nenhum comentário:

Curta